Transcendental

Subindo uma encosta serpenteada e íngreme na área rural

onde vivo, observo pinheiros bravos em forma de cogumelo

onde os pássaros criam um evento de canto transcendental

esvoaçando como se dançando, ao som maravilhoso, singelo

das suas canções; inspiro profundamente, meu mundo gira

em torno do que minha vista vislumbra maravilhada e quieta

minhas ideias estão claras, meu espírito em paz sucumbira

ao belo, junto dos pinheiros, a vegetação rasteira acarreta

mais beleza à paisagem, pinheiros formato cone misturam

diversidade junto com eucaliptos e jardins cheiinhos de rosa

colhi rosas rosa pálidas e rosa, as belas azinheiras asseguram

que o tapete verde das árvores e dos campos coexista, prosa

e poesia no teatro das ideias concubinadas com a persistente

vontade de ser e criar, de querer, de amar, de viver, de abraçar

para tornar completo o ciclo presente da vida que, consistente

com o todo vivido, me permite agora mesmo querer e alcançar!

Dedico este poema à minha menina Carla Ramalho com amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.