Mulheres angolanas, africanas e guerreiras

Respeito profundamente a capacidade de resistir e subsistir

da mulher angolana, da mulher africana, mulheres guerreiras

nem a guerra, nem a dor, nem a morte as fizeram sucumbir

a braços com o sustento da família, estas mulheres ordeiras

arduamente labutam no que for que esteja ao seu alcance

nos seus lares acartando água para limpar, lavar e cozinhar

nas ruas em pequenos negócios de ginguba, paracuca picante

pipoca doce ou pipoca salgada, maçaroca assada e ainda trançar

ademais, algumas enveredam pelo negócio da troca de moeda

sua denominação “Quinguilas”, ainda outras trabalham nas lavras

Lutam para alimentar, lutam para cuidar, lutam sem terem moeda

apenas a acérrima vontade de seguir em frente, não são ladras

nem mau carácter são guerreiras, sobrevivem aos contentores

atestados de lixo, recuperam-se na carência de toda a sorte

vencem o sistema de saúde resilientemente pela insistência

suportam a dor vendo a morte de frente nas morgues, consortes

infiéis ou polígamos nada dão e tudo exigem delas, com prudência

contornam a situação para não perder o marido ainda assim útil

nem que seja para fazer sexo, a praticidade da mulher africana

é brutal, ela é também recursiva e inovadora não se detendo no fútil

mesmo além fronteiras seu espírito vive, tenho visto compatriotas

minhas acendendo seus fogareiros e assando milho por aqui

maçaroca minha senhora, maçaroca é um euro! Além do odor

a eucalipto o aroma do milho a torrar fascina-me, por aqui

a mulher africana continua a resistir, a falar pela terra com amor!

Dedico este poema aos meus filhos Carla e Emanuel Ramalho, também à primeira dama angolana Ana Dias Lourenço a quem admiro pela resiliência, cumprimentos!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.