Uma pessoa muito singular

Na minha hora de caminhar penso e repenso no que escrever

sobre uma pessoa muito singular, de carácter nobre, letrado,

sem soberba mas orgulhoso de si mesmo, quero muito saber

falar sobre esta pessoa importante na minha vida, admirado

também por mim, por ser simples mas sem falsa modéstia,

por ser sincero mas não bajulador, por ser pacífico mas não

impávido, por ser amigo mas também leal à verdade modéstia

à parte, é alguém com quem se pode contar mas sabe dizer não,

personalidade forte mas não prepotente, realmente muito singular

quero saber falar sobre uma pessoa que também amo com amor

materno e amor ágape, quero saber falar porque é muito singular!

A sua beleza não é apenas interior, tem um belo porte atlético,

costas direitas, elegante, olhar expressivo e sorriso fácil, expressão

pacífica e amável, sim, é assim essa pessoa de belo porte atlético,

a pessoa singular que entrou na minha vida e com compreensão

instou para que eu voltasse a escrever poesia, voltasse a ser eu,

Obrigada querido amigo e filho amado pela oportunidade dada

de voltar a sorrir, a amar, a acreditar, a sonhar, a voltar a ser eu!

 

Dedico este poema, em agradecimento, ao meu genro Osvaldo Silvestre.

 

 

Anúncios

1 comentário

  1. Adorei seu post,super bacana! Parabéns.
    Passe no meu blog para dar uma olhadinha acredito que você também irá gostar.Te espero lá!🌸🌺🌼🌻🍀
    criandoumavidasemfrescura.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s