Não sou eu

bf2b1c9de1c9ea00b9c01ac886e2f166

Essa pele fria, gélida e calada, que finge estar forte o suficiente para não conseguir sentir nada vindo de você, não sou eu. Não. Eu fui os sonhos que construí e as pontes que criei ao seu redor e as vezes que morei entre os centímetros quadrados dos teus braços. Esse ser silencioso (ou silenciado) que te olha fixamente, fingindo não te conhecer, não saber das linhas que ligam seu tornozelo até seus pensamentos, não sou eu. Não, eu ainda estou respirando. Eu sou aquela pessoa que te olhou no fundo dos olhos em dias mais frios e conseguiu entender seus pensamentos mais profundos, não ditos. Esse ser indiferente com os oceanos que te compõe ou que não vibra ao saber das tuas conquistas, não faz parte de mim. Não, eu tenho fibras sensíveis habitando meu corpo, ainda. Essa versão eu criei depois que me vi só…

Ver o post original 651 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s