Te convido a ficar

7abe6a5d185f255cfb1a0a543d2b0ceb

Senta aqui, vamos conversar. Não, não precisa ficar de sapatos, coloca os pés no sofá. Relaxe. Isso, me deixa deitar no seu ombro agora. Eu precisei tanto desse momento, principalmente depois do que aconteceu ontem, quando eu pensei que enfim tinha ficado tão louca quanto aquela mulher que amou o Rodín. O que houve? Ah, é que eu ando me olhando, firme e profundamente. Você não tem medo disso? O que sua terapeuta diz sobre se sentir inconstante o tempo todo? A minha diz que eu sou profunda demais, mas só consigo deixar as pessoas conhecerem o raso. Você já conseguiu mergulhar em mim? Hoje, você quer mergulhar um pouco? Talvez eu te mate, mas, acontece, não é?

Eu sei que se eu disser para você que eu tenho um medo absurdo de ter meu intelecto anulado pelos meus sentimentos, você talvez me diga que sente o mesmo e entenda…

Ver o post original 648 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s