¡Qué caritativos son los ricos!, ¿si de Cuba se trata? Por José Manzaneda

La pupila insomne

Que en un colegio de Europa recojan juguetes para menores que, en otro país, tienen dificultad para conseguirlos, no parece, en principio, algo malo. Acompañado de aprendizajes, como el desigual reparto de la riqueza en el mundo, puede ser, incluso, una forma de cultivar, desde la infancia, el valor de la solidaridad. ¿O no?

Ver o post original 525 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s